quinta-feira, 26 de junho de 2014

2014

Tens sido tão mau para mim. Cada dia que passa dás-me mais uma má notícia. Assim é difícil de aguentar sabias? Eu tento, ou melhor, tento e consigo. Sou uma lutadora, mesmo na hora de desistir continuo em frente. Posso até estar a chorar baba e ranho, posso estar com os nervos em franja, posso até só querer desistir e ir embora mas continuo. Mas digo-te uma coisa baixinho, está cada vez mais difícil. Lembraste-te de me dar as desilusões todas de uma vez e eu agora já nem sei para que lado dá. Dizem que aquilo que não nos mata torna-nos mais forte, mas queres saber? Tudo balelas, bla bla bla...aquilo que não nos mata deixa-nos de rastos, caídos, sem vontade para nada. E queres saber? Odeio sentir-me assim, detesto mesmo. Eu não gosto de chorar, já te disse tantas vezes e tu insistes, toma lá mais um dia para chorares mais um bocadinho. És terrível. Estou a tentar segurar-me no meio desta tempestade, mas estou mesmo quase a desistir. Já quase que não me importa aquilo que vou perder. E se eu for embora, para outro país ah? Acontece alguma coisa? Não, pois não? Mas caraças eu não gosto de deitar a toalha ao chão, não gosto, que queres que te diga? Anda lá, dá-me só uma semana de sossego. Diz à minha mãe para discutir menos, a ele avisa-o para se decidir, diz-lhe que gostar muito não chega, que eu gosto muito, mas já quase que não consigo rir-me com ele...e a ela?Ao meu porto de abrigo? Diz-lhe que quase já não sinto a amizade, que já não aguento as mentiras, as substituições, que me custa mas que já só a quero longe de mim. Diz-lhe que falta pouco para o fim da amizade de mais de 10 anos, diz-lhe que para as zangas há solução, mas que para as desilusões ainda não se encontrou a cura. Ah caso tenhas mais algum tempo, diz à minha chefe que nem tudo o que acontece de mal a culpa é minha, da mesma maneira que a resolução dos problemas também não pode passar toda por mim. Peço-te com carinho que lhes digas isto. Depois disso, podes atirar-me com mais alguns problemas, eu aguento! Obrigada.

2 comentários:

  1. Um beijo. A vida prega-nos muitas partidas. Não desistas... não baixes os braços.

    Força miúda. Amanhã é outro dia e acredita que o Diabo não está sempre atrás da porta...

    :)))

    ResponderEliminar
  2. Obrigada AC, és uma querida. Bjo grande

    ResponderEliminar