sexta-feira, 23 de junho de 2017

O nosso S.João...

Sou limiana desde sempre, cresci e vivi (ainda vivo) a maior parte da minha vida na vila e por isso o S.João nunca foi um dia muito importante para mim. Até ao dia em que os meus pais decidiram morar na invicta e a partir daí o S.João adoptou-me. 
Este é mais um ano em que não o vou festejar e isso deixa-me triste. Fui acolhida no Porto por pessoas de coração cheio, que me passaram toda a tradição, passei a vibrar com esta festa e também para mim o dia 23 de Junho passou a ser dia de jantar na casa dos amigos, de reencontrar pessoas, de rir muito, das sardinhas, da ida às Fontainhas...Hoje sinto o S.João como se também fosse meu, e por isso fico sempre triste por não conseguir estar lá. Vou comer as sardinhas e o caldo verde mas o sabor não vai ser o mesmo. Faltam-me as minhas pessoas e quem faz a festa, já todos sabemos, são as pessoas.

Aos meus tripeiros um Bom S.João. 

quarta-feira, 21 de junho de 2017

Aquele momento...

Em que num restaurante pedes para sobremesa uma mousse de chocolate e te trazem uma mousse de chocolate instantânea.

terça-feira, 20 de junho de 2017

Coisas do dia a dia...

Hoje de manhã tive um problema com as minhas lentes e tive que ligar ao R. para me trazer umas novas. A conversa foi caricata por isso tinha que partilhar com vocês:

Pitada: Traz-me, por favor, as lentes novas que estão aí no quarto...
R. : Em que sítio?
Pitada: Dentro de uma cesta castanha, tem uma caixinha branca e azul a dizer iwear

5 minutos depois de remexer as minhas coisas...

R: Tem aqui uma caixa, mas as lentes estão a subir...
Pitada: A subir para onde? (WTF) Dentro dessa caixa as lentes estão novas, não consegues vê-las...
R: Só tem esta caixa...
Pitada: Essas são as antigas, tens que ver dentro de uma caixa de papel e não na caixa das lentes. (Eu não disse que era uma caixa branca e azul?)
R: Aqui não está nada, só tem batons e isso...Ah espera, e dentro desta caixa que diz Kiko?

Quem é que confunde uma caixa de blush da Kiko com uma caixa de lentes...Meia hora depois encontrou a caixa. Fim da história.

segunda-feira, 19 de junho de 2017

Pedrógão Grande

61 pessoas perderam a vida num incêndio! Assusta-me esta nossa realidade, como é que estas coisas acontecem em segundos e deixam-nos completamente impotentes. Ontem senti-me pequenina, preocupo-me tantas vezes com coisas insignificantes, valorizo coisas que pouca ou nenhuma importância têm... Isto faz-nos mesmo pensar. Não consigo imaginar sequer a dor das pessoas, o desespero de quem tentou salvar-se através das chamas...É surreal, inacreditável!

sábado, 17 de junho de 2017

Alguém disse...

"Chegámos a uma altura onde não são permitidos fretes. Vamos a onde queremos e com quem queremos. Deixámos de fazer coisas por imposição..."

sexta-feira, 16 de junho de 2017

Depois do feriado...

Eu não sei quanto a vocês, mas eu estou a trabalhar e o dia por enquanto está calmo. Mais de metade dos meus colegas estão de férias e a maioria das empresas fizeram ponte. O que quer dizer que o meu telefone poucas vezes tocou, e ainda não tivemos nenhuma "chatice" na unidade. Na realidade podiam ser todos os dias assim, sem dúvida que era uma pessoa muito mais calma.

Mandamento...

Não sofrer por antecipação!

Ainda não sei muito bem como isto se faz, mas juro que estou a tentar.

quarta-feira, 14 de junho de 2017

Sobre os sonhos

Nos últimos anos os meus sonhos têm perdido intensidade. Há 10 anos atrás acreditava que tudo era possível e que tudo aquilo que sonhava um dia iria se realizar. Hoje e depois de ter percebido que nem todos os sonhos se realizam, não perdi a capacidade de sonhar, continuo a acreditar que esse é o sentido da vida, o sentido de estar aqui. Por isso, continuo a sonhar, a tentar, e a acreditar que mais cedo ou mais tarde as coisas acontecem.

sábado, 10 de junho de 2017

O meu médico...

disse que estava com o colesterol alto (estou mesmo a envelhecer, agora até tenho que me preocupar com o colesterol) e que tinha que fazer dieta. Ontem para jantar fizeram-me batatas fritas... Agora expliquem-me como é que eu faço para não comer batatas fritas? Fecho os olhos?

sexta-feira, 9 de junho de 2017

Não, os homens não são todos...

iguais! Acredito realmente nisto, os homens não são todos iguais. Contudo, existe uma série de características que são comuns à maioria. Características essas que às vezes me deixam o cabelo em pé. Coisas do género:

R. - C. viste os meus calções?
Pitada - Vi, estão no armário

5 minutos depois

R. - Tens a certeza? Não os encontro...

Levanto-me do meu momento "sofá só para mim" e vou ao armário, onde imaginem, estão lá os calções, mesmo à frente do nariz dele.

R. - Ah e tal, mas isso é porque és tu que arrumas a roupa e por isso nunca sei onde está blá blá blá.

R. - C. viste o meu carregador do telemóvel?
Pitada - Não, não vi.

Meia hora depois..

R. - Não encontro, não me lembro onde deixei...
C. - Está aqui na tomada...


quinta-feira, 8 de junho de 2017

Sobre os casamentos!

Antes de aturar/conhecer/viver com o cabeçudo não havia casamentos nos meus horizontes. Não que seja uma pessoa anti-social (só às vezes), mas o meu círculo de amigos é reduzido e nenhum deles tem como plano casar. Contudo, depois do cabeçudo a história é outra, começaram a "chover" (literalmente) convites para casamentos. No primeiro casamento foi todo um enredo de "olha que giro um casamento", "comer, dançar e beber, que bom". Contudo, esse entusiasmo evaporou-se logo depois do primeiro casamento a que fomos juntos e a partir daí todos os convites que me chegaram foram recebidos com um ar "Oh não, outro casamento". Devia existir uma regra do género: "Convidar apenas pessoas muito próximas de nós, amigos de longa data, pessoas mais importantes da nossa vida", ou então uma ainda mais simples "Não arrastar a minha namorada para casamentos dos meus amigos". Acreditem, ir a um casamento onde mal se conhece os noivos, onde não se conhece metade das pessoas e onde não nos enquadrámos, é uma seca. Para além disso, fora o dinheiro que se gasta com a prenda e mais a roupa (sim, porque gaja que é gaja não vai com qualquer trapo a um casório, quer estar no seu melhor e eu não sou excepção) que é só assim, um absurdo.
Este ano tínhamos 5 casamentos, sim leram bem, 5 CASAMENTOS. Sendo que só 2 eram da minha parte. Como o dinheiro não abunda para estes lados, acabámos por decidir ir só a 2. Um deles já passou, e não foi tão mau como eu pensava, acabei por encontrar gente conhecida e depois de uns 3 gin´s a coisa pareceu-me mais animada. O outro é no final deste mês e sinceramente não sei muito bem o que esperar.
Tudo isto para vos dizer que, na minha opinião, só deveríamos ir a casamentos de grandes amigos nossos, ou então de primos chegados. Sim, porque tenho a certeza que quando chegar o dia de ir a casamentos das minhas amigas a coisa vai ser outra. Enquanto esse dia não chega, vou tentando gerir a minha ida a casamentos da melhor maneira, que é como quem diz, tentar sempre encontrar alguém conhecido e acompanhar aquelas belas horas com um bom gin.

quarta-feira, 7 de junho de 2017

Aquele momento...

Em que te dizem que tu és parecida com a Ana Sofia (a modelo) e tu ficas com aquela modéstia ridícula:

- Oh não sou nada. Quem me dera. Ela é linda!

Mas na realidade estás assim:


terça-feira, 6 de junho de 2017

Digam-me que não sou a única...

Que já viu mais de mil vezes o filme "Pretty Woman" e mesmo assim quando o "apanha" a dar pela milésima vez na televisão ainda o decide gravar com a justificação de "ver sempre que quiser".
O cabeçudo diz que eu não sou normal e que não percebe a piada que tem ver filmes repetidos. Ora bem, tendo em conta que eu já vi uma centena de vezes TODOS os meus filmes favoritos, só posso dizer que talvez ele tenha razão e eu não seja assim muito normal.

Nota: Filmes que eu sei de cor e que nunca me vou cansar de ver:

- Save the last dance (Será sempre o meu favorito. Derek continuas a bater forte cá dentro. E quando descobri que a Chenille era a Olivia Pope?)
- Diário Bridget Jones (Todos mas em especial o primeiro, porque não há amor como...vocês sabem o resto)
- Diário da nossa paixão
- Pretty women
- Toy story (Nunca ninguém se vai esquecer da música: "Sou teu amigo sim..."

segunda-feira, 5 de junho de 2017

Aquele momento...

Em que vais fazer uma aula de combat ao ar livre e no final percebes que apanhaste um escaldão e que tens a linda marca da camisola. Sempre gostei de pensar que não era nenhuma parola, mas acho que neste momento não posso argumentar muito quanto a isso.

quinta-feira, 1 de junho de 2017

Sobre as férias...

Este é o ano em que não vou ter férias no Verão e isso deprime-me. Na verdade fui eu quem escolhi assim (contraditório?), pesaram uma série de coisas que me fizeram abdicar das minhas férias do bem. Uma delas foi o facto das viagens serem sempre bastante caras em Julho e Agosto
e de para todo lado que se vá estar uma enchente de gente. Por isso, decidi adiar umas semaninhas os meus dias de pausa. Se vai ser duro? Eu acho que vai, principalmente quando der por mim na empresa só com mais uma ou duas pessoas, mas depois acho que vai acabar por compensar. Quando a enchente voltar ao drama do dia a dia vou estar eu no bem bom. Que é como quem diz, de papo para o ar, sem fazer nenhum, a vegetar.